Bem-vindo ao site do
Centro Espírita Fraternidade Irmã Dolores

Adeso à USE - União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo


 

Página Principal

A Instituição

Nossa trajetória

Localização

Fale Conosco









Você gostaria de contribuir com artigos espíritas para o nosso site?
Envie-o para
artigos@fratidolores.org.br
Obrigado!  


Ingratidão dos filhos

É comum ouvir alguém falando da ingratidão dos filhos. Que depois de tanto sacrifício para criá-los, os mesmos não reconhecem e não cuidam dos pais como eles, os pais, esperavam.

Antes de qualquer julgamento, até porque não devemos nunca julgar alguém, será interessante ver o que diz o Livro dos Espíritos: Na questão 892 Kardec pergunta: Quando os pais têm filhos que lhes causa desgostos, não são escusáveis de não terem por eles a ternura que teriam em caso contrário? ?Não, porque se trata de um encargo que lhes foi confiado e sua missão é a de fazer todos os esforços para os conduzir ao bem. Por outro lado, esses desgostos são quase sempre a conseqüência dos maus costumes que os pais deixaram os filhos seguir desde o berço. Colhem, portanto o que plantaram?.

Aí cabe também perguntar, que tipo de educação esses filhos receberam? Sabemos todos que os exemplos falam muito mais que palavras, e que exemplo esses filhos receberam?

Ainda no ?Livro dos Espíritos? na questão 208, temos: O Espírito dos pais exerce influência sobre o do filho após o nascimento? Os espíritos responderam: ?Exerce e muito, pois como já dissemos, os Espíritos devem concorrer para o progresso recíproco. Pois bem: o Espírito dos pais tem a missão de desenvolver o dos filhos pela educação, isto é para ele uma tarefa. Se falhar, será culpado?.

A nossa missão como pais é ajudar o crescimento dos espíritos que são colocados como nossos filhos, e não é por acaso que eles renascem no nosso meio, e em geral são espíritos que temos ligações anteriores. Nossa tarefa é trabalhar para que os mesmos possam ser pessoas de bem, que possam contribuir para a melhoria do mundo.

Será que todos os pais estão preocupados com isso? Será que a preocupação dos pais não é somente dar um diploma para o filho, colocando-o nas melhores escolas? Esquecendo que por melhor que seja essa escola ela dará apenas cultura ao aluno, pois a verdadeira educação a criança recebe desde o momento da fecundação.

Outro detalhe temos que ter sempre em mente: em relação aos nossos pais, será que cuidamos deles como gostaríamos que nossos filhos cuidassem de nós?

Será muito bom que nossos filhos reconheçam o sacrifício que fizermos para dar-lhes o melhor, mas nós apenas cumprimos nossa obrigação.

Portanto é muito importante que saibamos educar nossos filhos, dando bons exemplos, respeitando as leis e o direito dos demais, procurando nos afastar dos vícios, tais como as bebidas, fumo, fofocas, maledicência, usura, desperdício, inveja, ciúmes e muitos outros que só atrasam nossa vida e a evolução do planeta.

Nossos filhos serão sempre o reflexo do que fizermos em casa, das nossas atitudes em relação a nossos familiares e a todos os que convivem conosco.

Os filhos também não devem se esquecer que responderão pelo que fizerem ou deixarem de fazer em relação a seus pais. Não haverá ?pena de talião?, dente por dente....?, mas terão que prestar contas no futuro, pois como aprendemos: ?seremos responsáveis não só pelo mal que fizermos, mas também pelo bem que deixarmos de fazer?.

É sempre bom ter-se em mente que nesta vida, ajudamos e somos ajudados continuamente. Sejamos, então, gratos aos que nos dão a mão, mas não procuremos cobrar quem deixa de reconhecer o bem que fizemos.

 



FID: 50 anos!

Artigos

Notícias e Eventos

Reuniões públicas

Atendimento Fraterno

Grupos de Estudo

Infância e Juventude

Grupo Fraterno

Livro

Movimento Espírita

Links


 




 

Centro Espírita Fraternidade Irmã Dolores - Rua Solidônio Leite, 1519 - Vila Ema - São Paulo - SP - CEP 03275-000